cozinha funcional cozinha funcional

Cozinha funcional: confira um guia completo sobre o assunto!

12 minutos para ler

Quer um ambiente para cozinhar com tranquilidade e que atenda suas necessidades sem deixar o bom gosto de lado? Veja por que apostar na cozinha funcional.

Viver bem no conforto de casa é o desejo de muitas pessoas. Tanto que, hoje, o planejamento de uma simples refeição pode significar diversos objetivos: surpreender os familiares, agradar a criançada, praticar um hobbie, testar uma nova receita ou reunir os amigos.

Para que todas essas atividades sejam realizadas com sucesso, o local precisa estar adequado. Uma cozinha funcional, por exemplo, fornece todos os recursos necessários para que os moradores façam seus experimentos sem dificuldade.

Quer saber mais sobre o potencial de uma cozinha planejada para favorecer a sua rotina? Acompanhe as informações que preparamos sobre o tema!

Entenda o que é uma cozinha funcional

A funcionalidade está presente em todo produto ou espaço que é capaz de cumprir sua função. No caso dos ambientes domésticos, ela aparece quando um cômodo é organizado de modo estratégico e personalizado para o desempenho de tarefas específicas.

O foco é tornar o local propício para a execução de todas as atividades estabelecidas pelos moradores, sem causar desconforto e outros incômodos. Para isso, é crucial pensar em cada detalhe, desde a disposição de grandes elementos até a combinação dos itens decorativos.

Confira algumas características comuns a cozinhas funcionais.

Circulação otimizada

Um dos pontos mais importantes para tornar um lugar funcional é fazer com que permita a fácil locomoção dos usuários. O ideal é manter cada item em seu devido lugar para não prejudicar a passagem das pessoas, além de definir quais áreas serão transformadas em corredores.

Na cozinha que preza pela funcionalidade, a circulação deve ser fluida e ocorrer sem a interferência de estruturas ou objetos. Isso inclui desde um pequeno botijão de gás até móveis robustos que possam criar barreiras no caminho entre diferentes áreas.

Disposição correta dos volumes

Essa é outra condição encontrada em uma cozinha funcional e garante uma percepção positiva do ambiente. Afinal, com os móveis e os eletrodomésticos posicionados da maneira adequada, você consegue tirar proveito de cada centímetro disponível no recinto.

Nesse tipo de trabalho, são evitados possíveis bloqueios nas aberturas (portas ou janelas), favorecendo a entrada da luz e da ventilação natural. Trata-se de uma ótima solução para manter o espaço agradável e arejado.

A estética também fica mais equilibrada com a disposição correta dos volumes, que passam a compor um conjunto visualmente harmônico a partir de proporções devidamente combinadas.

Categorização dos itens

É difícil trabalhar com foco se, a cada instante, você precisa refletir sobre onde guardou cada ferramenta, concorda? Situações como essas costumam ocorrer em espaços que têm muitas coisas, a exemplo das cozinhas.

Por isso, em um projeto funcional, os recursos costumam ser divididos em categorias para que possam ser armazenados nos lugares certos, evitando a temida bagunça.

A regra vale principalmente para os utensílios menores, como talheres, espátulas e componentes de eletroportáteis. Como se perdem com facilidade, esses itens pequenos devem ser colocados dentro de compartimentos adequados.

Design inteligente

Nas cozinhas funcionais, a escolha das cores, materiais e revestimentos não deve estar limitada ao potencial decorativo. É importante que o produto do acabamento também traga praticidade no dia a dia, tornando os afazeres mais simples.

Assim, uma pessoa que tem dúvidas entre cooktop ou fogão de piso, por exemplo, pode optar pelo primeiro ao perceber que precisa economizar espaço. O chamado fogão de mesa também é mais fácil de limpar e promove agilidade na faxina diária.

Esse cuidado em aliar beleza e funcionalidade deve existir no momento de adquirir qualquer recurso para a cozinha. O objetivo é construir uma boa aparência sem perder as facilidades.

Conheça os benefícios da cozinha funcional

Um espaço pensado para atender as necessidades dos moradores gera satisfação a toda a família. Só o fato de saber que o projeto foi personalizado traz motivação para usar a cozinha ao máximo, mas as vantagens não param por aí!

Veja abaixo os principais benefícios de apostar na funcionalidade.

Economia de tempo

A rapidez para cumprir as tarefas ocorre por conta de duas condições: possibilidade de encontrar os itens assim que precisar deles + ganho de agilidade ao transitar por corredores devidamente pensados. Isso significa que você gasta menos minutos para cozinhar, limpar e organizar o espaço.

Consequentemente, sobra mais tempo para se dedicar ao que realmente importa: degustar uma refeição, desfrutar da companhia de outras pessoas ou apenas curtir o momento agradável de um café, almoço ou jantar especial.

Otimização da rotina

Essa vantagem é resultado da anterior, portanto, vale a pena aplicar o conceito de funcionalidade na cozinha para favorecer as rotinas exercidas em outros ambientes. Ao agilizar os processos nesse local, você consegue manter o mesmo ritmo de organização e limpeza na casa inteira.

Aos poucos, isso pode ser útil para padronizar o modo de fazer as coisas em sua residência. Isso significa que todos que moram nela terão tempo de sobra para se dedicar ao lazer e ao descanso, fazendo o que mais gostam.

Redução do desperdício

Em uma cozinha funcional, não são apenas os utensílios e aparelhos que ficam organizados. Produtos alimentícios, temperos e demais ingredientes também ficam dispostos conforme o tipo e a frequência de uso. Logo, é possível que sempre sejam aproveitados da melhor forma, sem perdas ou desperdícios.

Ao encontrar pacotes, latas e outras embalagens com facilidade, você terá condições de visualizar todos os mantimentos para planejar suas futuras compras. Também poderá identificar quais alimentos estão perto da data de vencimento e o que precisa ser reposto na despensa, evitando gastos desnecessários.

Aumento da interação

Todo mundo se sente bem quando o lugar é acolhedor e favorece as conversas ou a troca de experiências. Nesse sentido, é esperado que uma cozinha planejada com cuidado também promova uma maior interação entre as pessoas que costumam frequentá-la.

Ao investir em funcionalidade, você terá um espaço adequado para exercer diversas atividades. É uma boa forma de unir a família e estreitar relações a partir de um hábito tão simples como o de cozinhar.

Saiba como compor uma cozinha funcional

Um bom projeto depende da combinação de recursos de qualidade, mas é possível melhorar o aspecto e a usabilidade da sua cozinha com alguns truques. Nos próximos tópicos, vamos mostrar os passos que podem ajudar você a transformar esse ambiente de maneira positiva.

Tudo pronto para anotar as dicas? Veja agora como aplicar a funcionalidade.

Comece a disposição pelos itens maiores

Móveis altos e eletrodomésticos grandes são mais difíceis de encaixar em uma composição pronta. Portanto, o segredo para começar bem é prever primeiro a posição dos itens mais volumosos. Nesse exemplo, vale começar pela geladeira e pelo gabinete da pia.

Vá seguindo a ordem dos maiores para os menores, até que consiga posicionar todos os elementos dentro do ambiente. Nada impede que você faça novos testes, redistribuindo as coisas para obter um layout equilibrado. Aproveite o momento inicial justamente para fazer esses experimentos.

Aposte em combinações práticas

Alguns acessórios são extremamente úteis para categorizar pertences e mantê-los em seus devidos lugares. Você pode aliar essas peças a determinados compartimentos para arrumar os utensílios da cozinha.

Divisores em formato de colmeia ou separadores lineares, por exemplo, podem ser colocados dentro de gavetas para criar pequenas ilhas. Em cada um desses espaços, você consegue dispor conjuntos de toalhas, louças em geral e até instrumentos específicos (saca-rolhas, tesoura, abridor de latas etc).

Outro tipo de combinação que favorece as cozinhas funcionais é o cooktop com forno elétrico de bancada. Diferentemente dos fogões convencionais, essa dupla de eletrodomésticos ocupa pouco espaço e ainda permite que os balcões sejam usados para a armazenagem de utensílios.

Mantenha corredores adequados

Como dito, a passagem das pessoas deve ser facilitada para agilizar os trabalhos na cozinha. Para isso, faça a disposição dos móveis e eletrodomésticos de modo a manter corredores confortáveis. Não há problema em deixar a mobília bem próxima uma da outra, desde que isso não interfira na usabilidade.

O ideal é que os corredores tenham, no mínimo, 80cm. Nas áreas que envolvem atividades mais intensas e constantes, como o espaço entre uma ilha e uma bancada com pia, procure manter entre 90 e 120cm de área livre. Isso fará com que a rotina no local fique tranquila, seja com uma ou mais pessoas.

Aproveite o espaço vertical

Uma tática interessante para eliminar a bagunça sem precisar se desfazer de alguns itens é aproveitar áreas pouco convencionais. As paredes de uma cozinha funcional não servem apenas para dividir ambientes e apoiar armários aéreos.

Você pode equipá-las com estruturas que permitam apoiar louças, potes com temperos, panelas e até artigos decorativos. Os nichos e prateleiras são bons exemplos e têm como vantagens a leveza, o baixo custo e a versatilidade. Afinal, são fáceis de instalar e podem ser encontrados em diversos tamanhos/formatos.

Outras opções são os ganchos para pendurar canecas, guardanapos, aventais e outros itens. Ao levar determinados utensílios para o espaço vertical, você reduz excessos nas gavetas e armários para manter tudo em ordem.

Utilize bons materiais

Higiene é essencial para o bom aspecto de qualquer cozinha, portanto, tenha atenção a esse detalhe. Uma das melhores formas de garantir a limpeza diária é apostar em materiais que facilitem esse processo. Assentar pisos de cores escuras e pastilhas brilhantes no backsplash são bons exemplos de soluções.

Procure sempre adquirir revestimentos de fácil manutenção e que tenham boa durabilidade. Dessa forma, sua cozinha estará sempre em excelentes condições e pronta para uso.

Outro recurso que favorece a limpeza é a coifa, pois pode ser instalada sobre o fogão para remover resíduos resultantes do processo de cozimento. Com ela, você terá menos trabalho para eliminar fumaça, gordura e umidade do ambiente.

Capriche na iluminação

Um projeto inteligente também deve incluir recursos de luz para otimizar a rotina na cozinha. Nesse espaço, a iluminação pode ter como finalidade conduzir as pessoas, destacar áreas de trabalho e até decorar partes específicas das paredes ou dos móveis.

Tampos de balcões e bancadas, por exemplo, devem ser clareados com luminárias extras. Você tem diversas opções, desde spots direcionáveis até pendentes cheios de estilo. Quanto melhores forem as condições de iluminação, melhor será o resultado de cada preparo no dia a dia.

Veja os erros a serem evitados

Algumas falhas são comuns no momento de prever a decoração e a organização da cozinha. Mesmo que seja a sua primeira vez alterando o layout e adicionando outros recursos, é possível evitar os principais erros com uma atenção redobrada aos detalhes.

Veja, a seguir, os descuidos que mais prejudicam a estética e a funcionalidade.

Ignorar as proporções

Boa parte da harmonia de um ambiente depende da combinação equilibrada das formas e volumes. Assim, é crucial que você observe as principais características da cozinha antes de incrementá-la com novos elementos.

Reflita sobre o tamanho do cômodo e, se achar necessário, tire as principais medidas (comprimento das paredes e distância entre elas). Com base nessas dimensões, você saberá que tipo de mobília ou eletrodoméstico ficará interessante no conjunto.

Lembre-se de que uma mesa de jantar enorme em uma cozinha pequena deixará a aparência pesada. Da mesma forma, um canto vazio passará a impressão de que o ambiente ficou incompleto após a reforma.

Exagerar nos acessórios

Muitas superfícies da cozinha costumam ter dupla ou até tripla função. Em uma bancada, por exemplo, é possível fazer as refeições do dia, deixar louças para secar ou apoiar objetos decorativos. Seja qual for a utilidade do momento, procure ter cuidado com os excessos.

Se possível, retire panelas, pratos e copos da mesa assim que forem usados. O mesmo vale para os eletroportáteis, que precisam ser guardados após a limpeza de seus componentes. Uma cozinha funcional nunca deve ter muitos objetos à vista, pois isso prejudica a estética e confunde o usuário no momento de procurar suas coisas.

Não pedir opiniões

Por fim, um erro básico na hora de repaginar o visual da casa é esquecer de solicitar opiniões a outras pessoas que dividem a moradia. Pense que cada integrante da família fará uso da cozinha, portanto, tem o direito de dar ideias e sugerir composições que agradem.

Claro que nem todas as propostas poderão ser inclusas em um único projeto, mas é totalmente possível chegar a um consenso e obter bons resultados. Ao envolver todas as pessoas no processo decisório, você evita a necessidade de futuras reformas e de possíveis gastos para adequação.

Gostou de aprender a compor uma cozinha funcional e acessar ideias para transformar o seu ambiente em um lugar mais agradável? Esperamos que tire proveito das dicas e consiga encontrar as soluções perfeitas para a sua casa.

Se quer receber mais conteúdos como este em seu e-mail, assine a nossa newsletter agora mesmo!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário