acendedor automático de fogão acendedor automático de fogão

Veja 4 problemas comuns com o acendedor automático de fogão!

4 minutos para ler
CTA Atlas Lançamentos

Causas diversas podem alterar o funcionamento adequado do acendedor automático do fogão. Listamos as mais recorrentes.

Os eletrodomésticos apresentam vários tipos de peças. Quando um componente não funciona direito, todo o equipamento pode ter seu desempenho prejudicado. Isso fica visível, por exemplo, quando há defeitos no acendedor automático de fogão.

Felizmente, é fácil identificar problemas nesse sistema a partir de sinais específicos, que vão da chama baixa à produção de faíscas. Veja agora o que pode acontecer com mais frequência e como resolver cada situação!

Quais são os problemas mais comuns?

O primeiro passo é se certificar de que o plugue do cabo de força está conectado à tomada. Afinal, o fogo só será acionado nas bocas se houver a ação de um dispositivo de ignição elétrica.

Mas o que fazer quando há energia e, mesmo assim, o acendedor não cumpre sua função? Confira as possíveis causas para o problema e as formas de resolver.

1. Espalhador desencaixado

Girar o botão (manípulo) e não perceber nenhuma chama surgindo pode significar que o espalhador não foi bem posicionado sobre o queimador. Geralmente, isso ocorre quando encaixamos as peças com pressa, após uma limpeza.

Faça o teste de tirar o espalhador e colocá-lo novamente, observando se o encontro dos itens está correto. Se for apenas falta de atenção, o sistema voltará a funcionar após a mudança no encaixe.

2. Queimadores sujos ou molhados

Esses componentes permitem a passagem uniforme e controlada do gás por meio de pequenos orifícios. Com o tempo, é normal que acumulem sobras de alimentos e líquidos usados no preparo das refeições. Quando isso ocorre, a produção de chama pode ficar comprometida.

cta-fogao-de-piso

Queimadores molhados também podem fazer com que o acendedor automático de fogão não funcione. Em ambos os casos, é crucial caprichar na limpeza do eletrodomésticoe terminar a montagem das peças quando todas estiverem secas.

3. Usina com defeito

A central de ignição do fogão é responsável por gerar as faíscas que darão origem às chamas. Se ela estiver falhando, o sistema não enviará o comando para as bocas. Também é possível que o eletrodo ou chicote de acendimento esteja com defeito.

Nessas situações, vale a pena substituir as peças que conduzem a energia da usina para os queimadores. Outra causa relacionada, porém rara, é a falha na rede elétrica interna do fogão.

4. Gás insuficiente

Aqui, são três possibilidades: o conteúdo do botijão está no fim, há vazamento de gás ou existe algum bloqueio na mangueira. Nesses casos, é comum perceber a produção de chamas fracas ou amareladas, além de faísca insuficiente para acionar as bocas.

Para resolver, troque o botijão ou identifique possíveis vazamentos. Se o problema for a dificuldade na passagem do gás, o ideal é trocar a mangueira, o registro e o injetor por peças novas.

Quando procurar suporte especializado?

O acendedor automático de fogão é um ótimo recurso para quem deseja praticidade, já que dispensa o uso de fósforos e isqueiros. Esse sistema também traz segurança e conforto porque depende de uma simples faísca para gerar combustão.

Esses são bons motivos para considerar na escolha do seu fogão. Caso tenha dificuldade para resolver qualquer problema, não deixe de entrar em contato com a fabricante. Assim, poderá obter a ajuda de uma equipe especializada em manutenção de eletrodomésticos.

Agora você conhece as razões mais comuns para o mau funcionamento do acendedor automático de fogão. O próximo passo é cuidar bem do seu modelo e seguir todas as recomendações de uso, sempre buscando o aproveitamento máximo das dicas contidas no manual.

Se gostou deste artigo, que tal aprender a otimizar o tempo no preparo das refeições? Veja as nossas dicas para tornar o processo de cozimento mais rápido!

CTA Monaco Top Glass
Posts relacionados

Deixe um comentário